domingo, 19 de dezembro de 2010

E na tradução que muito gosto de Geir Campos, uma folha da relva:

11. Uma vez no Alabama, enquanto eu dava
o meu passeio matinal,
vi pousada uma fêmea de pardal
em seu ninho entre os galhos
chocando seus filhotes.

Eu vi também o passarinho-macho
e parei a escutá-lo
ao alcance da mão
inflando o peito e gorjeando em júbilo.

E estando eu ali parado, me ocorreu
que o canto dele
não era só para o que estava ali,
nem para a parceira dele
nem mesmo para ele só,
nem para tudo o que os ecos mandavam
de volta
_ mas muito além, sutil e clandestina,
era mensagem transmitida e oculta herança
para os que estavam acabando de nascer.


Cosette, em ilustração para "Os Miseráveis"


Walt Withman
fragmentos de Saindo de Paumanok

Um comentário:

  1. nossa, esqueci de devolver o livro na biblioteca...
    bigadaaa...

    ResponderExcluir

Provérbios gregos